Domingo, 13 de Novembro de 2005

?

solidao3.jpg

Pergunto-me: “porquê?”, vezes sem conta, pergunto aos céus a razão, olho-te e não percebo, não me olhas, não compreendo aquilo em que me tornei, será o Amor assim tão cruel? Será Amor? Algum dia foi Amor? Falo sozinha, não me queres responder, estou só, apenas te tenho a ti, mas tu não me tens, rejeitas-me, sinto-me morrer, sinto vidas dentro de mim, a vida que me deste, e a vida que me queres roubar, afinal não estou só, deste grande Amor, restou algo, que carrego dentro que vai crescendo a cada dia, outra alma, outro Amor, outro ser, um anjo, que me veio salvar com o seu Amor...

1999

publicado por cabeça na lua às 18:56
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Anónimo a 13 de Novembro de 2005 às 19:24
Há muita coisa que não conseguimos compreender mas no entanto sentimos. Beijos!Cláudia
(http://www.timon.blogs.sapo.pt)
(mailto:claudiapcs@sapo.pt)


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 2 seguidores

.pesquisar

 

.Fevereiro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Convite...

. Prazer...

. Acreditar...

. Silêncio...

. Ausência...

. Hoje não...

. Fuga...

. Encanto no olhar...

. Ultima vez...

. Tocas-me...

.arquivos

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

SAPO Blogs

.subscrever feeds