Sábado, 12 de Novembro de 2005

Afinal vieste...

14.jpg

Chovia, o vento soprava lá fora, vieste no teu cavalo branco, desfiando as leis do tempo e do espaço, vieste ao meu encontro, sabias que chorava a tua ausência, a saudade grassava-me o coração, mas vieste, sorriste quando me viste nua num convite escondido mal disfarçado, aos lençóis de cetim brancos que emanavam o meu calor, abracei-te, aqueci-te o corpo agora semi-nu, tu aqueceste-me a alma, acendeste-me o desejo de luxúria, toco-te sensualmente, enquanto tu me beijas apaixonadamente, no ar, o nosso cheiro que tão bem conhecemos e que nos desperta para outras paragens mais arrojadas…é bom ter-te de volta, meu amor.

Escrito em 1998

publicado por cabeça na lua às 15:28
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 2 seguidores

.pesquisar

 

.Fevereiro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Convite...

. Prazer...

. Acreditar...

. Silêncio...

. Ausência...

. Hoje não...

. Fuga...

. Encanto no olhar...

. Ultima vez...

. Tocas-me...

.arquivos

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

SAPO Blogs

.subscrever feeds