Sexta-feira, 3 de Fevereiro de 2006

Silêncio...

livro.jpg

Fiz uma pausa e pousei o livro, deixei-o aberto à mercê da brisa que sopra da tua voz que me chama e encanta.
Fascinada, sigo o meu querer, não me impeço de correr sob a cor azul do céu dos meus sonhos e poiso no conforto dos teus braços abertos que me enlaçam.
Despertas-me os anseios, em carícias ardentes que as tuas mãos me oferecem, movidas pela sintonia mágica que flúi para além de nós. O desejo que escorre dos teus lábios húmidos dá-me a provar o sabor doce e quente da nossa paixão. Incendeio fantasias no fogo da tua língua que é um Sol imenso que me derrete os sentidos e me inflama deliciosamente a pele. Num olhar teu nos olhos meus, entreabres sensações profundas que guardo em mim, enlouqueces-me, enfeitiças-me e absorves por completo a minha alma para dentro da tua.
No grito sussurrado convidas-me ao êxtase do Amor, levas-me ao momento em que o palpável deixa de o ser e o mundo à nossa volta não existe, as bocas beijam e calam...
No silêncio que abraça o livro, deixo as palavras que não escrevo…

publicado por cabeça na lua às 01:41
link do post | comentar | favorito
25 comentários:
De Anónimo a 4 de Fevereiro de 2006 às 19:06
Magia, me desculpa que pratiquei uma grosseira imprecisão, em que uma simples consoante muda completamente o sentido daquilo que queria escrever: Magia, este teu livro aberto nada tem que te dizer/ainda lá falta muito do que te ocorre escrever/a pausa é para que tu te possas conter/naquilo que pensas para voltar à escrita e nunca mais te perderes. Mil beijinhos e encantamentos. Faz-me o favor de apagares o que está errado, porque teve de ser alterado. Desculpa minha amiga o que não deves estar a pensar de mim: que eu capotei de vez!?...
soslayo
(http://mategoinmente.blogspot.com)
(mailto:mategoinmente@gmail.com)


De Anónimo a 4 de Fevereiro de 2006 às 16:45
Magia é no silêncio e na pazinterior que conseguimos olhar para dentro, para podermos crescer. Este livro abndonado só pode significar uma pausa de reflexão. As tuas palavras têm de ser escritas nesse livro que aqui pousas. Beijo encantado Maria Papoila
(http://apapoila.blogs.sapo.pt)
(mailto:mantosilva@sapo.pt)


De Anónimo a 4 de Fevereiro de 2006 às 14:53
Sempre belo o que escreves!Quero-te contar uma coisa, como perdidamente apaixonado k ando, a música no teu espaço enche-me de alegria, é linda, a sensação que tive ao ouvi-la foi boa demais!É tão bom qdo estamos apaixonados!Beijo grande!Gaybriel
(http://www.silenciosentido.blogs.sapo.pt)
(mailto:amor_amizade_1980@hotmail.com)


De Anónimo a 4 de Fevereiro de 2006 às 11:56
Sinto sempre magia neste espaço tão lindo. ;)Jamour
(http://jamour.blogs.sapo.pt)
(mailto:jamie_jamour@sapo.pt)


De Anónimo a 4 de Fevereiro de 2006 às 11:55
Sinto sempre magia neste espaço tão lindo. ;)Jamour
(http://jamour.blogs.sapo.pt)
(mailto:jamie_jamour@sapo.pt)


De Anónimo a 4 de Fevereiro de 2006 às 10:26
Magia, este teu livro aberto nada tem que dizer/ainda lá falta muito do que me ocorre escrever/a pausa é para que eu me possa conter/naquilo que penso para voltar à escrita e nunca mais me perder. Mil beijinhos e encantamentos.soslayo
(http://mategoinmente.blogspot.com)
(mailto:mategoinmente@gmail.com)


De Anónimo a 4 de Fevereiro de 2006 às 10:25
Magia, este teu livro aberto nada tem que dizer/ainda lá falta muito do que me ocorre escrever/a pausa é para que eu me possa conter/naquilo que penso para voltar à escrita e nunca mais me perder. Mil beijinhos e encantamentos.soslayo
(http://mategoinmente.blogspot.com)
(mailto:mategoinmente@gmail.com)


De Anónimo a 3 de Fevereiro de 2006 às 21:57
Mas se estas palavras não são mágicas... Então o que será a magia das palavras.
Gostei muito.
Jinhos ternosPerfect Woman
(http://perfectwoman.blogs.sapo.pt/)
(mailto:perfect_woman63@sapo.pt)


De Anónimo a 3 de Fevereiro de 2006 às 21:27
encontrei-te de nvo. O espaço muda mas continuas igual a ti mesma. O teu estilo é inconfundível. Não sei que fazes no anonimato. Publica os teus escritos! Parabénspropagandeador
(http://pt)
(mailto:propagandeador@sapo.pt)


De Anónimo a 3 de Fevereiro de 2006 às 18:14
Olha e foi no silêncio que te li. "O silêncio de um olhar por vezes diz tanta coisa"

Beijinhos muitosIsa
(http://singular.blogs.sapo.pt)
(mailto:singularidade@sapo.pt)


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 2 seguidores

.pesquisar

 

.Fevereiro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Convite...

. Prazer...

. Acreditar...

. Silêncio...

. Ausência...

. Hoje não...

. Fuga...

. Encanto no olhar...

. Ultima vez...

. Tocas-me...

.arquivos

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

SAPO Blogs

.subscrever feeds