Sexta-feira, 3 de Fevereiro de 2006

Silêncio...

livro.jpg

Fiz uma pausa e pousei o livro, deixei-o aberto à mercê da brisa que sopra da tua voz que me chama e encanta.
Fascinada, sigo o meu querer, não me impeço de correr sob a cor azul do céu dos meus sonhos e poiso no conforto dos teus braços abertos que me enlaçam.
Despertas-me os anseios, em carícias ardentes que as tuas mãos me oferecem, movidas pela sintonia mágica que flúi para além de nós. O desejo que escorre dos teus lábios húmidos dá-me a provar o sabor doce e quente da nossa paixão. Incendeio fantasias no fogo da tua língua que é um Sol imenso que me derrete os sentidos e me inflama deliciosamente a pele. Num olhar teu nos olhos meus, entreabres sensações profundas que guardo em mim, enlouqueces-me, enfeitiças-me e absorves por completo a minha alma para dentro da tua.
No grito sussurrado convidas-me ao êxtase do Amor, levas-me ao momento em que o palpável deixa de o ser e o mundo à nossa volta não existe, as bocas beijam e calam...
No silêncio que abraça o livro, deixo as palavras que não escrevo…

publicado por cabeça na lua às 01:41
link do post | comentar | favorito
25 comentários:
De Anónimo a 3 de Fevereiro de 2006 às 16:37
Que a brisa seja forte e que as palavras que não escreves imensas... Beijo, até outro momento!Louco deLisboa
(http://blog.comunidades.net/loucodelisboa/)
(mailto:zneto@msn.com)


De Anónimo a 3 de Fevereiro de 2006 às 14:43
É no silêncio que se escutam as mais belas melodias e as mais ousadas palavras, sussuradas ao ouvido de quem as deseja, mesmo sem ninguém as pronunciar...
Um beijo MEDUSA
(http://blog.comunidades.net/medusa/index.php)
(mailto:mlurdes95@hotmail.com)


De Anónimo a 3 de Fevereiro de 2006 às 10:29
Te quero, sim
embora não te diga
com todas as palavras
que de mim esperas

mas tanto insistes
em ouvir o meu amor
que te impedes de senti-lo
nas pequenas-grandes coisas
de que é feito o meu amor
(ainda que do meu jeito)
Carlos
(http://vagueando.blogs.sapo.pt/)
(mailto:c_m_a_n_u_e_l@hotmail.com)


De Anónimo a 3 de Fevereiro de 2006 às 08:05
Momentos existem na vida em que os grandes silencios ficam gravados no livro do nosso ser, escritos a letras douradas do nosso sentir e a brisa que sopra serve unicamente para desfolhar essas palavras escritas em tons dourado que um dia foi escrever nesse livro...dia feliz para ti minha doce amiga, beijos com carinho.Lagoa_Azul
(http://www.lagoaazul.blogspot.com/)
(mailto:bomdialagoaazul@gmail.com)


De Anónimo a 3 de Fevereiro de 2006 às 02:14
Magia,
Este teu espaço é mesmo mágico, adoro ler o que escreves. E não deixes as palavras ao vento, escreve-as mesmo no livro, porque elas merecem ser registadas para poderem ser partilhadas. A musica que escolheste para este teu espaço também está fantástica. Parabéns pela escolha. Bom fds.Art Of Love
(http://artofloveabout.blogspot.com/)
(mailto:bizaazul@iol.pt)


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 2 seguidores

.pesquisar

 

.Fevereiro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Convite...

. Prazer...

. Acreditar...

. Silêncio...

. Ausência...

. Hoje não...

. Fuga...

. Encanto no olhar...

. Ultima vez...

. Tocas-me...

.arquivos

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

SAPO Blogs

.subscrever feeds