Quarta-feira, 25 de Janeiro de 2006

Quem...? Eu?

quemeu.jpg

Desce a madrugada e o sono não chega, dás voltas na cama, tentando fixar na tua memória o momento em que conheceste o brilho do meu olhar.
Ainda lembras o dia em que surgi num sonho teu, onde me inventaste nas tuas cores, me moldaste nas mais belas formas e onde me deste um nome escolhido entre os teus vazios.
Revês-te contemplando o meu rosto em fugazes instantes de eternidade, lembras o meu sorriso, que te fez tão feliz, e recordas que em troca, me deste vida com a tua magia, que absorvi e ainda trago espalhada por toda a pele.
Hoje, a realidade separa-nos, e tu, confundes a verdade com a ilusão, esqueceste o meu nome, e já não sabes se fui uma fada encantada do teu reino de fantasia, ou anjo rebelde perdido nas núvens do teu céu.
Nas tuas memórias, sentes o perfume das palavras que soprei nas penas das minhas asas, naquela linda noite de Lua cheia, testemunha calada de um sonho lindo, que não existiu em parte nenhuma, apenas dentro de ti, na tua boca que silencia, e ainda saboreia a doçura do beijo que nunca te dei.

publicado por cabeça na lua às 01:04
link do post | comentar | favorito
14 comentários:
De Anónimo a 25 de Janeiro de 2006 às 11:03

“A realidade está, onde tu a queres ver!”
Então, não poderei deixar de acreditar: É verdade o amor!
E vou continuar a acreditar! A força do sonho e a força desta minha verdade, são as colunas que suportam a realidade…
E se acredito quando ouço as árvores, os riachos e os pássaros é porque eles sabem a verdade… pois bem antes de nascerem pessoas “avisadas” e prudentes, em suma “bem comportadas” já havia árvores, riachos e pássaros a cantar…
Beijos mágicos
Maria Papoila
(http://apapoila.blogs.sapo.pt)
(mailto:mantosilva@sapo.pt)


De Anónimo a 25 de Janeiro de 2006 às 10:33
Teu corpo claro e perfeito,



Teu corpo de maravilha,



Quero possuí-lo no leito estreito da redondilha...



Teu corpo é tudo o que cheira...



Rosa...flor de laranjeira...



Teu corpo, branco e macio, ë como um véu de noivado...



Teu corpo é dourado...



Rosal queimado do estio,



Desfalecido em perfume



Teu corpo é chama e flameja



Como à tarde os horizontes...



E puro como nas fontes



A água clara que cereja,



Que em cantigas se derrama...



Volúpia da água e da chama...



A todo o momento o vejo...



Teu corpo...a única ilha



No oceano do meu desejo...



Teu corpo é tudo o que brilha,



Teu corpo é tudo o que cheira...



Rosa, flor de laranjeira...



Carlos
(http://vagueando.blogs.sapo.pt/)
(mailto:c_m_a_n_u_e_l@hotmail.com)


De Anónimo a 25 de Janeiro de 2006 às 08:54
Olha Maria, eu que não tenho "jeito" para esta arte de escrever, digo-te sòmente; Lindo, absorvente e espero que continues a pôr aqui coisas desta beleza. Desejo-te muita sorte.paraquedista
(http://www.paraquedista.blogs.sapo.pt)
(mailto:fsilva@sapo.pt)


De Anónimo a 25 de Janeiro de 2006 às 01:53
Já algum tempo aqui não vinha e mais uma vez fiquei presa na beleza das fotos, dos contrastes e dos textos
moonlight
(http://partilhando-o-meu-eu.blogspot.cm)
(mailto:dadias2003@hotmail.com)


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 2 seguidores

.pesquisar

 

.Fevereiro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Convite...

. Prazer...

. Acreditar...

. Silêncio...

. Ausência...

. Hoje não...

. Fuga...

. Encanto no olhar...

. Ultima vez...

. Tocas-me...

.arquivos

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

SAPO Blogs

.subscrever feeds